Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Valeu, foi bom, adeus...

Mano Menezes já não conseguia extrair mais nada do grupo. Todo trabalho, estudo e dedicação já não davam mais resultados em campo

08/08/2019 às 10:04
Valeu, foi bom, adeus...

Acabou o relacionamento entre Cruzeiro e Mano Menezes. Três anos de um namoro invejado por muitos. Foram 235 jogos, 112 vitórias, 69 empates e 54 derrotas. Foram 1.108 dias dividindo alegrias e tristezas com torcedores, diretorias e jogadores.

Na última quarta-feira (07), o ciclo se encerrou. Depois de algum tempo, o encantamento acabou e os conflitos começaram. Uma parte, ou as duas, não estavam mais satisfeitas, e, nesses casos, não há outra solução melhor que não seja o afastamento, a separação... É preciso respirar novos ares, conhecer outras pessoas, seguir a vida. E é isso que Mano Menezes e Cruzeiro precisam fazer agora. 

Assim como no namoro, há muitas opiniões externas que nos deixam confusos. Há aqueles amigos que aparecem para dizer que poderia ter insistido mais, que poderia dar outra chance. Há aqueles que te incentivam e concordam com a sua decisão. 

Neste momento, há torcedores que estão satisfeitos com a demissão do treinador. Por outro lado, há os que acreditam que não era a melhor decisão e que Mano não é o culpado pela situação que o clube enfrenta. O fato é que só quem vive uma crise, sabe a dor que é. Seja ela amorosa ou não. Seja do seu time do coração ou do seu trabalho. Seja da vida...

Mano Menezes já não conseguia extrair mais nada do grupo. Todo trabalho, estudo e dedicação já não davam mais resultados em campo. O Cruzeiro está apático, previsível. A verdade é que, hoje, é muito bom ser adversário do time celeste. Não há construção de jogo, não há jogada ensaiada. Ninguém tem muita confiança para chutar ao gol. E tudo isso irrita o torcedor (com razão)! 

A Raposa vive a pior sequência da história do clube. São oito partidas sem marcar gol. Em 18 jogos, apenas uma vitória. Qual seria a motivação de toda essa crise? A crise administrativa? O treinador? Má vontade dos jogadores? Sinceramente não sei.

O momento turbulento que a diretoria passa com denúncias e afastamento de Itair Machado é um fator que não pode ser descartado. É impossível que um elenco despreze tudo isso ao pisar no gramado. Deveria separar as coisas? Deveria, mas não é tão fácil. Sem contar que o clube perde comando. É o momento do presidente Wagner Pires de Sá ter sabedoria e paciência para lidar com tudo isso. É preciso prestar esclarecimentos à torcida. É preciso cobrar atitude do grupo. É preciso bater na mesa.

Mano também não pode ser isentado totalmente. É inadmissível que um time com tantos medalhões fique oito partidas sem balançar as redes. Faltou técnica, treinamento. Falta mira. 

Quanto aos jogadores, agora é a hora de assumir a “bronca”, como disse o Robinho. É hora de chamar a responsabilidade, reunir o grupo e honrar a camisa que vestem. Ou melhor, já passou da hora. 

O que o torcedor não entende é o “desaparecimento” do bom futebol que levou o Cruzeiro aos dois títulos seguidos da Copa do Brasil. Não é possível acreditar que todos desaprenderam a jogar. 

Nada está perdido! Há muita bola para rolar e muito trabalho a ser feito. Para o treinador que irá chegar, antes mesmo de saber o nome, lhe desejo boa sorte, comando e sabedoria. 

Ao Mano, lhe desejo boa caminhada! Sua saída foi elegante e seu trabalho é reconhecido e corroborado pelos títulos conquistados. Não vai ser fácil substituir um nome de tanto peso.

Boa sorte, Mano! 
Boa sorte, Cruzeiro! 
Boa sorte, Dorival, Marcelo, Adilson, Roger, Abel...

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link