Unimed - Hospital Betim - Internas

Notícias

Vice questiona VAR: ‘Inocentes acreditavam que o Atlético não continuaria sendo garfado’ 

Por Redação, 15/04/2019 às 11:52
atualizado em: 15/04/2019 às 14:56

Texto:

Foto: Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético

O Atlético segue na bronca com a arbitragem no clássico de ida da final do Campeonato Mineiro desse domingo (14). Na manhã desta segunda-feira, o vice-presidente Lásaro Cândido atacou a utilização do VAR na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro. 

“Inocentes ainda acreditavam que com o VAR o Atlético não continuaria sendo garfado”, disparou. O diretor cobra também uma transparência maior do recurso e que sejam divulgadas cópias dos áudios das conversas da cabine do árbitro de vídeo. 

Polêmicas

O Atlético questionou – e muito – a atuação da arbitragem do jogo. Três lances foram os alvos centrais, sendo um deles uma suposta omissão do VAR em lance envolvendo os zagueiros Dedé e Igor Rabello, no final do primeiro tempo. 

Imagens da televisão mostraram que o defensor celeste agarrou o atleticano e comeu pênalti. O juiz, no entanto, encerrou o jogo na sequência e o VAR não teria sido acionado.
 

A origem do segundo gol do Cruzeiro é outra reclamação dos alvinegros. Imagens mostraram que o correto seria que o juiz assinalasse tiro de meta e não o escanteio, que resultou no gol de Léo. O lance, no entanto, não cabia intervenção do VAR por se tratar da jogada que origina o lance de gol. 

O Atlético também questiona a expulsão do volante Adílson, no final da partida. Na súmula, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhões alegou que o cartão vermelho foi aplicado após um empurrão do atleticano. Imagens da televisão, de fato, mostram a ação de Adílson. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🚦#TrânsitoNoAr 🚁 Batida envolvendo dois carros e uma moto na avenida Cristiano Machado, após a José Cândido da Silv… https://t.co/DULayIbkp2

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    “A gente deveria olhar para as consequências da reforma chilena para não copiar aqui, porque lá foi um fracasso e receio de que cometamos o mesmo fracasso aqui”, diz doutora e...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Com eles foram apreendidos 15 quilos de cocaína, R$ 26 mil, porções de crack e duas armas municiadas - um revólver calibre 38 e outro calibre 22.

    Acessar Link